Alcançando o sucesso por meio de OKRs: definindo e rastreando metas essenciais

A metodologia OKR (Objectives and Key Results) pode ser traduzida para o português como Objetivos e Resultados-chave, entretanto, a sigla original em inglês permanece sendo mais comumente utilizada. Os OKRs constituem uma estrutura popular usada pelas organizações para definir e acompanhar o progresso em direção a metas específicas e mensuráveis. A abordagem OKR foi projetada para ajudar as empresas a alinhar seus esforços e recursos para alcançar seus objetivos mais importantes.

A metodologia OKR foi desenvolvida por Andy Grove, ex-CEO da Intel Corporation, por volta dos anos de 1970 e muitos a consideram uma evolução do conceito de MBO (Management by Objectives ou Gestão por Objetivos) criada por Peter Drucker ­– sempre ele!

Uma das principais vantagens da metodologia OKR é que ela ajuda a focar a organização em um pequeno número de objetivos de alta prioridade. Ao limitar o número de metas nas quais a organização está trabalhando, os OKRs ajudam a garantir que todos estejam concentrados nas tarefas mais importantes e que os recursos sejam usados de maneira eficaz.

Outra vantagem dos OKRs é que eles são projetados para serem mensuráveis, o que significa que o progresso em direção aos objetivos pode ser rastreado e relatado facilmente. Isso torna mais simples para os líderes verificarem se suas equipes estão no caminho certo para atingir suas metas e fazer os ajustes necessários.

Muitas empresas usam OKRs, incluindo Google, Intel e Spotify. Os OKRs também foram adotados por empresas menores e startups, bem como organizações sem fins lucrativos e agências governamentais.

OKRs são uma poderosa ferramenta de comunicação e engajamento

Para construir OKRs em uma organização, é importante envolver todos no processo. Isso inclui definir metas para indivíduos e equipes e garantir que todos estejam cientes dos objetivos e de como eles se encaixam na estratégia mais ampla da organização.

Uma maneira de fazer isso é envolver os funcionários na definição de metas e no acompanhamento do progresso em todos os níveis. Isso pode ser feito por meio de reuniões e check-ins regulares, bem como por meio do uso de software de gerenciamento de desempenho que permite que todos vejam seu progresso e o progresso de sua equipe.

Outro aspecto importante da construção de OKRs é garantir que os objetivos estejam alinhados com a estratégia geral da organização. Isso significa que as metas devem estar intimamente ligadas à Missão e à Visão da empresa.

Prática: o passo a passo para elaborar seus OKRs

O primeiro passo é ter em mente a Missão e a Visão da organização, lembrando que a Missão se refere ao propósito da empresa, sua razão de existir (e não, não se trata de gerar lucro!), e a Visão está ligada aos objetivos de longo prazo, aquilo que a organização almeja para os próximos 5 ou 1o anos. Se você quiser relembrar esses conceitos em maiores detalhes, acesse este artigo.

Vamos lá…

1. Defina o objetivo geral da sua empresa ou equipe: Este é o objetivo abrangente com o qual seus OKRs estarão alinhados e vem da estratégia adotada pela organização. Deve ser específico, mensurável e com prazo definido.

2. Identifique os objetivos específicos: são as ações ou iniciativas particulares que o ajudarão a atingir o objetivo geral. Eles devem ser específicos, mensuráveis e com prazo definido.

3. Desenvolva os principais resultados: Para cada objetivo, identifique de 2 a 5 resultados principais que serão usados para medir o progresso e o sucesso. Estes também devem ser específicos, mensuráveis e com prazo determinado.

4. Atribuir propriedade: atribua a propriedade de cada objetivo e resultado-chave a um membro ou grupo específico da equipe.

5. Estabeleça um cronograma: defina um cronograma próprio para atingir cada objetivo e resultado principal.

6. Acompanhe o progresso: acompanhe regularmente o progresso em direção a cada objetivo e resultado-chave e faça os ajustes necessários.

7. Revise e ajuste: Revise o progresso no final do cronograma e ajuste os objetivos e os principais resultados conforme necessário.

8. Repita: repita continuamente o processo, definindo novos objetivos e principais resultados conforme necessário para ficar alinhado com a meta geral.

A última dica que quero passar a vocês é a de não querer dar um passo maior do que a perna, isso pode gerar frustrações e colocar em dúvida a eficácia desta metodologia. Comece devagar, com a definição de 1 a 3 OKRs e veja como o processo se desenvolve, como as equipes se comportam e quais as dificuldades que, eventualmente, possam surgir. Isso é especialmente útil se sua organização ou seu departamento ainda não tiverem uma cultura de execução de projetos bem estabelecida. Não tenha pressa! Mesmo em organizações ágeis, a implantação da cultura dos OKRs de forma plena pode levar de 2 a 3 anos.

O sucesso não é definitivo, o fracasso não é fatal: é a coragem de continuar que conta. (Winston Churchill)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s